Meditação para o Dia 13 de Setembro

1. Os judeus de Jerusalém enviaram sacerdotes e levitas a São João, a perguntar-lhe:

“Tu quem és?”

São João impôs-se a todos pela santidade de sua vida e pelo sucesso de seus sermões. Falando de si, chamava-se “a voz que clama no deserto“, ainda que o próprio Jesus dele houvesse dito que era mais do que profeta. Como falas tu de ti? Não te glorias de bens, qualidades ou talentos que te foram dados por Deus? Desta ou daquela virtude real ou aparente? Responde com sinceridade à pergunta:

“Quem és tu em verdade, isto é, aos olhos de Deus?”

2. São João aproveitou a ocasião para falar acerca de Jesus:

“Este é aquele de quem eu não sou digno de desatar a correia dos sapatos”

Com quanto respeito não fala o santo precursor de seu querido Messias! Com quanta solicitude o louva! Assemelhas-te a São João? Ou antes custa-te falar bem do próximo, exaltar seus méritos, receando por tua própria fama? Não procuras nunca louvores? Quão pouco talvez cuidas da honra de Deus, e quanto da tua! E, “quem és tu?“…

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 271)