Meditação para Dia 13 de Janeiro

1. Prostrando-se o adoraram“. Os Magos deram a conhecer sua fé, seu respeito, seu amor, prostrando-se por terra. Ainda que valham mais as disposições internas, não deve ser desprezado o culto externo. A falta de reverência externa é prova de fraqueza da fé e de coração frio. A Deus quererás negar o que reclamam os altos personagens da terra? O que tu mesmo exiges para ti?

Como costumas dobrar os joelhos, persignar-te e fazer as demais cerimônias em uso comum?

2. a) Os Magos retiraram-se do presépio, dando execução às santas deliberações ali tomadas. Prova-o sua vida, daí em diante toda santa, coroada com a palma do martírio. Como te retiras do colóquio com Deus, como da Santa Comunhão? Como procedes depois?

b) Não é a abundância de bons propósitos que te fará progredir, mas antes a fiel execução do necessário. Altíssimo valor tem a fidelidade no mínimo, palavra odiosa aos negligentes, doce aos zelosos. Poucas são as ocasiões para a prática de obras grandes que chamam a atenção, constantes as ocasiões para excitar o amor de Deus em coisas pequenas. A reflexão as mostrará.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 27)