Meditação para o Dia 19 de Julho

1. Em São Vicente de Paulo Deus fez reviverem as virtudes dos primeiros cristãos e dos próprios apóstolos. Seu coração, amante de Deus, ardia em chamas de amor ao próximo. Este amor o fez trabalhar por muito tempo nas galés e na escravidão; o fez recolher inúmeras crianças abandonadas, educá-las, tratar doentes e desvalidos, servir a todos corporal e espiritualmente. Vês também tu nos pobres, como São Vicente, a pessoa de Jesus? Ou, antes, tratas de modo bem diferente ricos e pobres? Praticas obras de caridade? Tanto quanto desejarás um dia ter feito?

2. Apesar das obras verdadeiramente grandes que São Vicente fez pela glória de Deus e bem do próximo, era ele extremamente humilde, jamais se justificava, quando repreendido. Daí a modéstia de São Vicente que, apesar de seus altos cargos, reluzia em toda a sua pessoa, que fez exclamar um dos seus amigos que jamais ambicioso algum teve tanta paixão pelas honras do que São Vicente pela humilhação e pelo desprezo. Por esta humilhação a tribulação não o desanimava, nem tão pouco os sucessos o embriagavam. Atribuía tudo a Deus… Mira-te neste espelho.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 215)