Meditação para Dia 22 de Janeiro

1. Jesus, por pequeno que seja, já é Salvador, já trabalha e sofre por ti e por todos nós. Aos pais dirige suas súplicas de infinito valor, visto serem dum Homem-Deus. Jesus não reza por necessidade, mas por amor, e para servir de exemplo. Rezas?… Rezas bem?… Rezas muito?… O fogo sem lenha apaga-se; a luz, sem renovação do material que a alimenta, extingue-se; assim tua alma, não sendo revigorada pela oração, desfalecerá.

2. Sem a oração és inerme, qual soldado sem armas, qual navio sem leme.

Inimigos te rodeiam, prestes a te levarem aos eternos abismos. O demônio não deixa de te perseguir, a carne de tentar-te, o mundo de armar-te ciladas.

Não escaparás incólume, se não te refugiares, pela oração, em Deus. Basta negligenciar a oração e já te achas na estrada do mal. A canoa em forte corrente por si descerá. Quanto mais e quanto melhor rezares, tanto mais doce será esta prática, tanto mais te conservará no bem e te consolará na desventura.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 36)