Meditação para o Dia 22 de Julho

1. Quantas quedas por causa do respeito humano! Ele prejudica o cumprimento de todos os deveres, os para com Deus, os para com a Igreja, o próximo e para consigo mesmo. Receando ser tido por beato, aquele que está dominado pelo respeito humano comporta-se menos reverente na Igreja e na recepção dos sacramentos, e se ainda os recebe, talvez permite sejam atacados em sua presença a Igreja e seus dogmas, e censurados seus ministros e suas instituições. Não temes um Deocleciano, um Nero ou Juliano, mas o simples sorriso sarcástico dum outro! Que falta de caráter!

2. Jesus não se envergonha, ficando pendurado e despido na cruz, desamparado, zombado, em pleno dia, no meio de dois ladrões. Procedes também assim? A Igreja não se envergonha de guiar-te, desde o berço até ao túmulo, e de considerar-te filho, mesmo quando andas perdido. Fazes o mesmo? Cedendo um pouco ao respeito humano, cada vez mais cederás; partilharás as ideias dos outros; calar-te-ás em conversas equívocas, chegando a sorrir ao ouvi-las e a tomar parte nelas. O pior que te poderá acontecer, seria para ti o melhor: isto é, que tais homens te evitassem. Lembra-te sempre que não são eles os que te julgarão, mas Deus!

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 218)