Meditação para o Dia 25 de Outubro

1. Saiu o que semeia, a semear a sua semente; e, ao semeá-la, uma parte caiu junto ao caminho, foi pisada e as aves do céu a comeram“. Jesus, o Semeador Divino, planta a semente da virtude nos corações. Cai junto ao caminho a que cai em corações sempre distraídos, nos quais a semente das graças é logo pisada, pelo que não poderá dar fruto. Pobre alma, onde tudo e todos têm a entrada livre, menos o Semeador Divino! Como poderás progredir na virtude, se todo o teu pensar, querer e proceder está visando as coisas passageiras da terra!

2. Outra caiu sobre pedregulho, e, havendo nascido, secou-se, porque não tinha umidade“. Igual ao pedregulho é o coração daqueles que com boa disposição recebem as graças e inspirações divinas e também começam a emendar-se, recaindo, porém, logo na antiga indiferença. Quantos bons propósitos já fizeste! Onde, porém, a sua realização? Não fugiste, muitas vezes, ao surgirem as primeiras dificuldades? Só quem perseverar será coroado. Melhor te fôra fazer poucos propósitos bons, mas executá-los, por mais custosos que sejam.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 313)