Meditação para o Dia 22 de Setembro

1. a) Faze-te ao largo, e deitai as vossas redes para pesca“. Jesus entrou na barca de São Pedro. Só ele é o chefe da Igreja; só a ele mandou ir ao largo, embora mandasse a todos deitarem as redes.

b)Mestre, trabalhando toda a noite, nenhuma coisa apanhamos: porém, sobre a tua palavra, deitarei a rede“. Sem Jesus, todo trabalho é sem fruto. Trabalhando só por tua glória ou pelo mundo, no fim nada terás; entretanto, é tão fácil valorizar tuas ações pela boa intenção!

2. a) Apanharam tão grande multidão de peixes, que a rede se lhes rompia“. Eis a recompensa da confiança e obediência dos Apóstolos. Muitos peixes, porém, recaíram ao mar, em rompendo-se a rede. Muitos dos que entraram na Igreja, nela não se salvarão. Esforça-te, para não seres do número desses infelizes. Não sigas a grande massa dos mundanos na estrada cômoda, mas os escolhidos, no caminho estreito.

b) São Pedro, vendo o grande milagre, confessou-se indigno de o Senhor se aproximar dele. Tu conheces todos os milagres de Jesus. Onde a tua humildade pelo pouco proveito que deles tiraste e onde o teu reconhecimento por tantos favores? Onde a tua modéstia na oração, na Igreja, na Santa Comunhão?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 280)