Meditação para o Dia 29 de Dezembro

1. E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto que era como se lhes havia dito“. Não era para estranhar que os pastores, sendo agraciados com a vinda e o canto dos anjos e ainda com a visita ao presépio, distinguidos a tal ponto, mostrassem sua gratidão. O mesmo Jesus está continuamente esperando tua visita no tabernáculo. No presépio ocultou Sua divindade; aqui o faz também, ocultando ainda Sua humanidade, mas não deixará de dar-te as mesmas graças que dispensou aos pastores, se vieres e voltares com as mesmas disposições santas.

2. Se os pastores te dão belíssimo exemplo, o mesmo fazem os anjos do céu. Eles jamais cessam de erguer hinos de júbilo ao Deus recém-nascido, de adorá-Lo, de render-lhe graças. Esforçam-se ainda em fazê-Lo conhecido pelos homens, convidando-os a irem ao presépio. Em primeiro lugar ergueram louvores a Deus nas alturas, mostrando-te assim qual deve ser tua primeira e principal ocupação. Em seguida anunciaram paz aos homens; paz para com Deus, para consigo e para com o próximo. Gozas desta tríplice paz?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 378)