Meditação para o Dia 30 de Abril

1. a)Disse-lhes Simão Pedro: Eu vou pescar. Responderam-lhe os outros; Vamos nós também contigo“. Que harmonia fraterna! Em perfeita concórdia, todos se sujeitam a seu chefe. Procuras também em tudo o mérito da obediência?

b)Saíram, pois, e entraram numa barca; naquela noite, porém nada apanharam“. Por disposição divina foram infrutíferos os esforços dos apóstolos – para que compreendessem que da bênção de Deus depende tudo. Pede esta bênção para tuas obras, santificando-as pela boa intenção, mas não desanimes nunca. Deus não te desamparará.

2. a)Mas, chega a manhã, apresentou-se Jesus na praia… Lançai a rede para a parte direita da barca e achareis“.

Jesus deu esta ordem antes de ser reconhecido pelos apóstolos, cuja obediência foi largamente recompensada. Deus sempre aceita bondoso os atos de obediência.

b) São João reconheceu primeiro ao Senhor. A pureza virginal predispões a todas as virtudes e ao conhecimento mais íntimo de Deus.

“Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus”

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 135)