Meditação para o Dia 05 de Dezembro

1. a) No último juízo aparecerá, como estandarte do Supremo Juiz, a Santa Cruz, que fará exultarem os bons e serem confundidos os maus“. Depende agora de ti determinar o que naquele dia será para ti a Santa Cruz. Cercado de anjos, aparecerá Jesus Cristo. Proclama-O agora teu Deus e Senhor, para que Ele então te aceite como filho.

b) Pela manifestação das consciências será patenteada tua vida, os pecados cometidos, o bem omitido ou feito negligentemente, o tempo não bem empregado, as confissões sem emenda, as graças desprezadas, todas as palavras e ações, como todos os pensamentos. Está em boa ordem tua consciência em todos estes pontos?

2. a) Quão consoladora é a sentença para os bons:

“Vinde, benditos de meu Pai; possuí o reino que vos está preparado desde o princípio do mundo!”

Vinde do trabalho para o descanso, das perseguições para a paz, das misérias para o gozo. Faze tudo para merecer esta sentença e não a dos réprobos:

“Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno!”

b) Levantando o Juiz a sessão, sobre o céu com os Santos, felizes e triunfantes, enquanto para os réprobos se abre a terra que os engolirá! Pensa nisto e vê se há negócio mais importante e mais urgente do que o da salvação de tua alma.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 354)