Meditação para o Dia 24 de Agosto

1. Quem te dera que se desvendasse uma vez a teus olhos o véu que encobre o sobrenatural. Um príncipe do céu, enviado por Deus para tua proteção, está sempre a teu lado.

“Vede, diz Jesus, que não desprezeis um só destes pequeninos; pois, eu vos digo que os seus anjos no céu veem incessantemente a face de meu Pai que está nos céus”

Quanto pode e deve influir para teu proceder a convicção e a lembrança constante da presença de teu anjo! Sua presença deve chamar-te a atenção para tua tarefa principal: salvar a alma.

2. Quanto Deus deve amar-te, se te manda acompanhar e proteger, durante toda a vida, por um de seus anjos! Este te segue, apesar de teres uma natureza inferior. Quanta humildade! – Ele te assiste, sejas justo ou pecador. Quanta obediência! – Por que tão pouco respeitas sua presença? Por que fazes perante ele o que perante teus semelhantes jamais farias? Respeita-o sempre, tem confiança nele, faz-lhe pedidos, agradece-lhe. Sabe que o mesmo anjo, agora protetor, um dia se apresentará testemunha incorruptível de todas as tuas ações.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 251)