Meditação para o Dia 07 de Agosto

1. Não é suficiente não ter ódio ao próximo, Deus exige amá-lo positivamente.

“Um novo mandamento vos dou, que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei a vós”

Jesus dá a norma; resta, pois, saber como Ele nos amou. Ofereceu-Se vítima por nós; carregou-Se de nossos pecados; sofreu indizivelmente por livre vontade; morreu na cruz; mora ainda entre nós no tabernáculo; dia por dia renova Sua morte na Santa Missa; hora por hora está pronto a perdoar tudo a todos. Amas tu assim? Inteiramente assim jamais poderás fazê-lo, mas, por outro lado, não deves afastar-te demasiadamente do ideal, do exemplo de Jesus.

2. Ainda outra norma de amor é dada por Jesus:

“Amarás a teu próximo como a ti mesmo”

Como te amas a ti? Só por algum tempo? Fria e indiferentemente? Ó! Não! Amas-te, ao ponto de procurar afastar de ti todo o mal e conseguir para tua pessoa todo o bem; és solícito por tua saúde, tua honra, teus bens, a satisfação de teus desejos, por teus pais e parentes e todos os teus interesses. Com semelhante amor sincero, pois, deves amar também teu próximo. Examina-te, por isso, sobre tão importante obrigação.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 234)