Meditação para o Dia 28 de Dezembro

1. Maria conservava todas estas coisas, conferindo-as no seu coração“. Belo exemplo! Maria guardou tudo o que os pastores fizeram e disseram em louvor de seu Filho, e tu tão facilmente abandonas as aspirações que não faltam nunca, quer venham diretamente de Deus, quer por intermédio de Seus ministros! Maria meditava em tudo. Por que não te lembras mais vezes das graças já recebidas, agradecendo-as devidamente e correspondendo-lhes sempre melhor? Esqueceste que só uma coisa é necessária, tratar da salvação de tua alma?

2. Os Santos Inocentes tiveram a fortuna de salvar, por sua morte, a vida de Jesus; deram testemunho dEle, não com palavras, mas com o próprio sangue, sendo as primeiras flores dessa messe de mártires. Triunfaram do mundo antes de O conhecer, não tendo recebido a vida senão para sacrificá-la, e, assim, conquistar a eterna glória. Ser inocente e padecer, é o que caracteriza os predestinados; é o rasgo da mais perfeita semelhança com Jesus, é a mais segura garantia do céu. Como cuidas de tua inocência? Como procedes ao sofreres algum desgosto ou uma simples contrariedade? E como, a respeito de mortificações voluntárias?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 377)