Meditação para Dia 17 de Fevereiro

1. a) “Desceu com eles e veio para Nazaré”. O Filho de Deus deixa a grande capital, para morar por longos anos em lugar tão modesto, que dEle se dizia:

“De Nazaré pode vir alguma coisa de bom?”

Que humildade! Compara o cuidado de Jesus, de fugir da glória humana, com teu procedimento, para não te confundires no último juízo, quando Deus fizer esta mesma comparação.

b) “Sua Mãe conservava todas estas palavras no seu coração”. Embora sua Mãe, Maria se deixa instruir pelo Filho, prestando a maior atenção às sua palavras. Ouves com iguais disposições a palavra divina no sermão, na leitura espiritual, na meditação?

2. “E lhes estava sujeito”. Quem?… e a quem? O Criador às criaturas, o Senhor aos servos, Deus aos homens. “Cora de vergonha, pó soberbo!“, diz São Bernardo, “Deus se humilha e tu queres te exaltar? Se indigno fosse imitares o exemplo dum homem, não pode ser vergonha seguir as pisadas de quem te tirou do nada“. Tenham ou não teus superiores imperfeições e defeitos, o exemplo de Jesus não te permite nem um pretexto de desobediência.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 62)