Meditação para o Dia 30 de Maio

1. O que faz o inferno ser inferno é a eternidade. Ela também faz o céu ser céu. Caia no inferno um raio de esperança de um fim, e já deixará de ser o lugar do desespero. Caia no céu uma sombra de medo dum termo de suas alegrias e já não será mais o lugar do gozo infinito. Mas, alma feliz! Nada receies; o céu é eterno:

“Entrarão para a vida eterna”

Enquanto Deus for Deus, os bem-aventurados serão felizes no céu. Deus é imortal, por isso será eterna a felicidade. Eternamente prazer, consolação, júbilo, felicidade, segurança! Quem o compreenderá? Quem o apreciará bastante?

2. Um dia inteiro na terra sem desgosto algum, quão raro não é! E lá? Milhões e milhões de anos terão passado e a alegria é ininterrupta ainda. Que tempo seria preciso para desfazer a terra, arrancando-lhe, de mil em mil anos, um grão de areia?! Alma feliz! Tua glória durará mais! Que de séculos para que os oceanos, os rios, os lagos, gota por gota, fossem exaustos em intervalos de milhões de anos?! Exulta, pois tua felicidade durará mais. e não queres que te custe um pouco tão infinda felicidade?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 164)