Meditação para Dia 04 de Fevereiro

1. a) “Por inspiração veio ao templo”

O mesmo Espírito Santo que a Simeão prometeu ver o Salvador, agora o inspira para ir ao templo. Simeão obedece logo. Tardando, ter-se-ia exposto ao perigo de não encontrar mais o Verbo encarnado. Aproveitas as inspirações como Simeão? Fazendo bom uso de uma graça, ela atrai outras, e estas, novas ainda! Quantas perdes, não o imitando!

b) Cada graça pode ser a última. Quantas já desprezaste! Estima-as e aproveita-as mais dora em diante.

2. a) “Tomou-o em seus braços”

Era-lhe prometido ver o Salvador; teve, porém, dita maior: tomou-o nos braços. Deus dá mais do que promete. E tu? Quanto prometeste no batismo, na primeira Comunhão, em outros tempos de graça… E quão pouco fizeste!

b) “Agora, Senhor, podeis deixar partir o vosso servo em paz”

Não foi, pois, o amor à vida, ao mundo, que deteve o santo ancião. Visto o Messias, está pronto a deixar a terra. Felizes as almas que só a Deus procuram! Um dia, quer queiras, quer não, terás de deixar tudo. Quanto mais te afastares das criaturas, mais te aproximarás de Deus.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 49)