Meditação para Dia 17 de Janeiro

1. Jesus é todo amor. No Sinai, entre relâmpagos e trovões, foi promulgada a lei do Altíssimo; em Belém, coros angélicos anunciaram a paz a todos que tem boa vontade. Na antiga lei, mesmo aos sacerdotes era vedado entrar no santuário interior; na nova, os pastores são convidados pelos próprios anjos a visitarem o Menino Deus. Na antiguidade, Jeová era Deus de majestade tremenda; no Novo Testamento, Jesus anda com os pecadores e convida:

“Vinde a mim vós todos, que andais carregados e aflitos, consolar-vos-ei”


2. a) Viveram santamente os justos da antiga lei, mas não tiveram entrada no céu, senão depois da salvação por Jesus. Que condições melhores as de hoje! Já lhas agradeceste? Suficientemente?

b) Desde que Jesus veio à terra, continuou a estar em nosso meio. O tabernáculo é novo presépio, é outro Nazaré, é mais um Calvário, imita o fervor dos pastores, dos santos reis e de todos os outros que seguiram a Jesus, seu e teu Salvador.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 31)