Meditação para Dia 15 de Janeiro

1. Que requintada malícia a de Herodes: perseguir a quem veio salvá-lo! Que perversidade, perseguir a quem é ainda criança!

Que extrema humilhação para Jesus, fugir duma criatura sua! Não obstante, Jesus foge; foge, apesar de ter mil outros recursos.

Maria, sua Mãe, reza de novo:

“Faça-se em mim segundo a vossa palavra”

São José levanta-se e foge, sem pedir explicação nem apresentar a menor objeção. Quantos exercícios de virtude numa única ocasião! E tu?

2. Longos anos durou a provação. Os que mais direito tinham à proteção divina, mais sofreram. A quem Deus ama, a este castiga. Quão fraco deves ser, se Deus não te prova mais! Já longos anos conta tua vida e ainda não sofreste tanto quanto Jesus em sua infância. E queixas-te… Do tempo… Dum incômodo… Duma palavra brusca… De reveses da fortuna… De tudo… Do próprio Deus! A cruz dos sofrimentos é um mistério. Pede a Deus que te faça conhecê-lo.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 29)