Meditação para o Dia 18 de Abril

1. Ressuscitarei ao terceiro dia“, tinha dito Jesus aos seus discípulos. Entretanto, dois discípulos, não sabendo esperar, partem tristes para Emaús. Parecia-lhes tudo perdido. Nenhuma estrela de esperança. Esqueceram que a verdadeira consolação está em Deus. Não fazes muitas vezes o mesmo? Queres ser ouvido logo por Deus; qualquer demora já te perturba e abala a confiança. Mereces a censura de Jesus:

“Ó estultos e tardos de coração para crer!”

Jesus virá logo em teu socorro, como socorreu os discípulos.

2. a) Se acaso tiveram defeitos os dois discípulos, tinham também virtudes próprias para edificar. Sua conversão é a mais santa; à pergunta de Cristo, podem responder:

“Falamos de Jesus”

O que terias de responder, se Jesus, no meio da palestra, do recreio, ou divertimento, te dirigisse a mesma pergunta? Mereces alguma recompensa eterna ou antes castigo por tuas conversas?

b) Os dois viajantes ouvem com grande respeito os ensinamentos de Jesus e unem-se a Ele, não querendo deixá-lo mais. Procedes assim? Ou antes julgas longo o tempo passado na igreja e na oração?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 123)