Meditação para Dia 07 de Abril

1. Que contraste entre Pilatos e Jesus! Aquele, revestido de todo o brilho de seu cargo, está presidindo a sessão; Jesus, ligado e escoltado por vis soldados e algozes, é o acusado. Muitas vezes na terra a injustiça é exaltada, enquanto o amigo de Deus sofre. Só na eternidade vai mudar de face a cena, recebendo castigo o mau, prêmio o bom. Longe de desânimo, espera, pois, pacientemente e imita na terra teu Jesus em sua divinal humildade.

2. a)Responderam os pontífices: Não temos rei senão Cesar“. Os pontífices, que jamais se queriam confessar súditos romanos, agora o fazem por ódio a Jesus, ao qual preferem o imperador. Rejeitavam a liberdade verdadeira que Jesus lhes oferecia, para abraçar o jugo romano. Não preferes nunca criaturas, ou alguma afeição, a teu Deus?

b)Então, finalmente, lho entregou para que fosse crucificado“. Quão repugnante injustiça! Pilatos tinha reconhecido e confessado publicamente a inocência de Jesus e não obstante isso mandou açoitá-lo e agora até crucificá-lo. Quanto não sofreu o pobre Jesus! Já lhe pediste que te perdoe? Imitas sua resignação?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 112)