Meditação para o Dia 07 de Novembro

1. “Tenho compaixão deste povo, porque, olhai: há já três dias que não se apartam de mim e não tem o que comer”. Quanto fervor o deste povo! Seguiu a Jesus, apesar do perigo de não poder matar a fome. Não envergonham eles o teu pouco fervor, que julga demais ficar um quarto de hora na companhia de Jesus Sacramentado? Eles não se queixam da falta de viveres e da fome. E tu? Que sofres por amor de teu Deus? E apesar de não fazeres nada por Ele, ou só pouco, pretendes alto galardão no céu?

2. Jesus mostra o carinho de seu coração:

“E se os despedir em jejum, para sua casa, desfalecerão no caminho, porque alguns deles vieram de longe”

Ó! Em Jesus podes e deves confiar; Ele nunca te desampará. Milagrosamente multiplicou alguns pães e peixinhos, dos quais, depois de todos estarem fartos, restaram ainda sete cestos. Assim, dia por dia, sustenta o mesmo Deus a milhões, quer estes a Ele recorram em Suas necessidades, quer não. Pertences aos gratos que se lembram ser tudo um benefício de Deus? Amas tão bom Amigo e Pai?

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 326)