Meditação para Dia 25 de Março

1. Em casinha pobre, desconhecida do mundo, mora a mais santa das virgens. Sua virtude atraiu ela as vistas de Deus. Vem um príncipe celestial para lhe comunicar que é cheia de graça e escolhida para Mãe do Verbo divino. Maria estremece, mas aceita. No mesmo instante, anelantemente esperado por todo o céu, realiza-se o maior de todos os mistérios: a criatura concebe a seu Deus. Deus começa a morar como homem entre os homens. Quanta gratidão não devem todos a Deus e à Santíssima Virgem!

2. O anjo chama “bendita entre as mulheres” à Virgem Maria, bendita apesar de ser ela pobre, apesar de ocasionar desconfiança a seu imaculado esposo, apesar de dar à luz em pobre estrebaria, apesar de ter de fugir com o recém-nascido filho, apesar de vê-lo viver pobre, perseguido e morrer na cruz. Deus reserva o sofrimento principalmente para os seus escolhidos. Não desanimes, pois, no sofrimento; aceita-o satisfeito, que assim te assemelharás a teu Deus e a tua Mãe celestial. Lembra-te de Maria e da recompensa eterna, e tudo te parecerá mais fácil.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 99)