Meditação para Dia 07 de Março

1. Nisto conhecerão todos os que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros“. Jesus, prescrevendo o amor ao próximo, acrescenta:

“Assim como eu vos amei, amai-vos também mutuamente”

Ele nos amou sem limites; assumiu nossa culpa e pena, sofrendo e morrendo por nós, prolongou sua vida na terra, por nosso amor, no Santíssimo Sacramento do Altar.

Amas assim? Sujeitas-te a sacrifícios por amor do próximo? Amas, como Cristo o quer, a todos? Ou só, como os pagãos, aos que te fazem bem?

2. Há outra norma para o mútuo amor:

“Amarás ao teu próximo como a ti mesmo”

Como te amas a ti? Só por dias e semanas? Fria e indiferentemente? Não! Foges do mal e aspiras ao bem. Faze o mesmo quanto ao próximo. Preserva-o da infelicidade quanto estiver em tuas forças, e trabalha por seu bem-estar temporal e espiritual. O motivo para tal amor, longe de ser a sensualidade, deve ser o preceito e o exemplo de Deus. Nota bem que se trata não de um conselho que deus dá, mas de um mandamento, por cuja observância responderás no tribunal do Juiz eterno.

Voltar para o Índice de Meditações Diárias do Frei Pedro Sinzig

(Sinzig, Frei Pedro. Breves Meditações para todos os Dias do Ano. 8ª Ed. Editora Vozes, 1944, p. 81)