Sagrado Coração de Jesus

“Ó meu Deus, longe de me desencorajar à vista de minhas misérias, venho a vós com confiança…” (Santa Teresinha do Menino Jesus )

Meditações para cada dia do Ano
Monsenhor Ascânio Brandão

Salve Maria, nossa Dulcíssima Esperança!

Amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, a obra que nos acompanhará no decorrer deste ano é considerada um bálsamo de esperança. O livro Breviário da Confiança, de Mons. Ascânio Brandão, há muitos anos – cerca de 70 anos, pelo menos – vem conduzindo e reconduzindo almas ao abraço Misericordioso do Pai. É de longe uma das obras que tem a belíssima capacidade de ajudar as almas que se encontram atribuladas, pois sabemos que são inúmeras as dores e sofrimentos desta vida. Nela encontraremos inúmeras meditações que variam de página a página e regadas de muita sabedoria e experiência de um sacerdote e diretor de almas que fora agraciado pela Providência Divina em sua vocação.

“Corre no caminho da perfeição quem possui o coração dilatado na confiança em Deus” – Santo Afonso de Ligório

Roguemos à Virgem Santíssima, a Santo Afonso de Ligório e a Santa Terezinha, para que possamos bem aproveitar os frutos destas meditações e crescermos na Confiança na Misericórdia Divina!

Como de costume, o sumário será atualizado conforme as publicações.

SUMÁRIO

Apresentação do Professor Felipe Aquino

Prefácio de Mons. Ascânio Brandão

Meditações para o Mês de Janeiro

1 de Janeiro. Mais um Ano!

2 de Janeiro. O Cortejo do Menino Jesus

3 de Janeiro. O Repouso no Céu

4 de Janeiro. Seja feita a Vossa Vontade!

5 de Janeiro. Fazer o que Deus quer, querer o que Deus Faz

6 de Janeiro. Os Desígnios de Deus

7 de Janeiro. Os Três Graus da Conformidade

8 de Janeiro. Senhor! Pensai em Nós!

9 de Janeiro. A Mãe e a Madrasta

10 de Janeiro. Martírio de Alfinetadas

11 de Janeiro. O Trigo e a Palha

12 de Janeiro. Como a Vida é Triste!

13 de Janeiro. Tão Pouco, Senhor, o que Sofri!

14 de Janeiro. Que Dias Sombrios!

15 de Janeiro. É Demais…!

16 de Janeiro. Não Sabeis o que Pedis

17 de Janeiro. O Acaso!

18 de Janeiro. A Doença

19 de Janeiro. Picadas de Abelha

20 de Janeiro. Os Bons Carrascos

21 de Janeiro. Que Boa Companhia!

22 de Janeiro. Que Mal fiz Eu?

23 de Janeiro. A Humilhação

24 de Janeiro. Por que a Doença?

25 de Janeiro. O Apóstolo de Jesus Crucificado

26 de Janeiro. Trabalhar, Sofrer, Morrer!

27 de Janeiro. Onde Está a Perfeição?

28 de Janeiro. Na Adversidade se Prova a Devoção

29 de Janeiro. Um Mestre Admirável

30 de Janeiro. Sejamos Resignados na Doença

31 de Janeiro. As Misericórdias do Senhor

Meditações para o Mês de Fevereiro

1 de Fevereiro. Bendito Seja o Nome do Senhor!

2 de Fevereiro. A Eternidade, o Mundo, a Vontade de Deus

3 de Fevereiro. Aqui se Faz a Vontade de Deus!

4 de Fevereiro. O Ouro da Paciência na Bolsa das Tribulações

5 de Fevereiro. A Vara e a Serpente

6 de Fevereiro. “Os Crucificados”

7 de Fevereiro. A Chuva de Ouro

8 de Fevereiro. O Peregrino Louco

9 de Fevereiro. Tudo que me Acontece é para Meu Bem!

10 de Fevereiro. Partiram Antes…

11 de Fevereiro. Serás Feliz no Céu!

12 de Fevereiro. O Sofrimento vem de Deus

13 de Fevereiro. O Divino Cirurgião

14 de Fevereiro. O Bom Sofrimento

15 de Fevereiro. Escolhe uma Cruz

16 de Fevereiro. Quem Deve Mais?

17 de Fevereiro. Bendito seja Deus!

18 de Fevereiro. O Verme e o Serafim

19 de Fevereiro. O Monge Santo

20 de Fevereiro. O Sol e a Lua

21 de Fevereiro. Acima das Nuvens

22 de Fevereiro. A Filha de São Pedro

23 de Fevereiro. Grande Pena Viver sem Pena!

24 de Fevereiro. O Pão sem Açúcar e o Açúcar sem Pão

25 de Fevereiro. Um Sorriso na Dor

26 de Fevereiro. Passai por Baixo!

27 de Fevereiro. Os Mártires

28 de Fevereiro. Inútil…

29 de Fevereiro. A Vida da Graça e a Vida da Glória

Meditações para o Mês de Março

1 de Março. A Cruz e a Eucaristia

2 de Março. O Amor de Deus e o Amor do Bem

3 de Março. Divina Providência! Divina Providência!

4 de Março. Deus não o Quis!

5 de Março. Deixa-me Plantar a Cruz

6 de Março. Entre os Serafins!

7 de Março. “Logo terei Tudo!”

8 de Março. Até Quando?

9 de Março. Olhai os “Passarinhos!…”

10 de Março. O Meu Carrasco

11 de Março. Bom Sinal

12 de Março. Amém! Sempre Amém!

13 de Março. “Nada Desejar, Nada Pedir, Nada Recusar”

14 de Março. Aprende como se Ama

15 de Março. O Sonho, a Realidade

16 de Março. A Lama e o Açúcar

17 de Março. “A Alma Primeiro, o Corpo Depois”

18 de Março. “Um Grande Operário”

19 de Março. São José, Modelo de Paciência

20 de Março. Uma Virtude Antipática

21 de Março. O “Rádium”

22 de Março. Fantasmas do Crepúsculo

23 de Março. O Labirinto

24 de Março. A Bolinha do Menino Jesus

25 de Março. Sim! “Fiat!”

26 de Março. Confiança Obstinada

27 de Março. As Noites

28 de Março. O Carvão e a Brasa

29 de Março. Tentações

30 de Março. Minhas Misérias

31 de Março. Um Milhão de Experiências

Meditações para o Mês de Abril

1 de Abril. Um Bom Doente

2 de Abril. Tudo tem seu Tempo!

3 de Abril. Calvário e Tabor

4 de Abril. “Um Tempo Precioso”

5 de Abril. Vantagens de Minhas Misérias

6 de Abril. Se Não Tivesse Caído…

7 de Abril. Um Beijo de Misericórdia e Amor

8 de Abril. Cego de Misericórdia

9 de Abril. Nem um Peixe!

10 de Abril. Tem paciência Contigo!

11 de Abril. Hora Solene!

12 de Abril. Onde Cai a Árvore, aí Fica!

13 de Abril. O Escultor Divino

14 de Abril. O Braço da Misericórdia

15 de Abril. Em Liberdade

16 de Abril. Minha Coroa de Espinhos

17 de Abril. Noites Santas

18 de Abril. A Graça e a Cruz

19 de Abril. Deus tarda mas não Falha

20 de Abril. Escolho Tudo!

21 de Abril. Largura, Comprimento e Altura da Cruz

22 de Abril. O Medo da Cruz

23 de Abril. Juiz e Pai

24 de Abril. Migalhas e Iguarias

25 de Abril. Cruzes Pequeninas

26 de Abril. Palavras de Conforto

27 de Abril. Dias Perdidos

28 de Abril. Refúgio Seguro

29 de Abril. Bem-Aventurados os que Choram

30 de Abril. As Duas Coroas

Meditações para o Mês de Maio

1 de Maio. Mãe! Minhas Mãe!

2 de Maio. Machucou-se, meu Filho?

3 de Maio. Viva a Cruz!

4 de Maio. Não há Vinho!

5 de Maio. Rainha dos Mártires

6 de Maio. O Oceano de Amarguras

7 de Maio. No Exílio

8 de Maio. Convertei-me em Amarguras as Consolações da Terra

9 de Maio. Estrela do Mar

10 de Maio. Sofrer com Maria

11 de Maio. No Céu verei Maria!

12 de Maio. Sorriso que Conforta

13 de Maio. O Sorriso da Virgem

14 de Maio. Stabat Mater!

15 de Maio. Saúde dos Enfermos

16 de Maio. Doce Coração de Maria, sede a Nossa Salvação

17 de Maio. Ao Despertar

18 de Maio. Causa da Nossa Alegria

19 de Maio. A Esperança dos Desesperados

20 de Maio. Ela Perdeu Mais!

21 de Maio. Confiança em Maria

22 de Maio. O Menino do Sim

23 de Maio. Direito de Confiar

24 de Maio. Auxílio dos Cristãos

25 de Maio. Agora e na Hora de nossa Morte!

26 de Maio. E Eu tenho Maria!

27 de Maio. Sois minha Mãe!

28 de Maio. Um Brado de Confiança

29 de Maio. O Crucifixo

30 de Maio. Perpétuo Socorro de Perpétua Miséria

31 de Maio. Onipotência Suplicante

Meditações para o Mês de Junho

1 de Junho. Vinde a Mim!

2 de Junho. Quero, sê Limpo!

3 de Junho. Por que Temeis?

4 de Junho. Tem Confiança, Filho…

5 de Junho. Não vim para chamar os Justos, mas os Pecadores

6 de Junho. Queres ficar São?

7 de Junho. Eu Irei e o Curarei

8 de Junho. Não Chores!

9 de Junho. Vai em Paz

10 de Junho. Tem Confiança, vai em Paz e fica Sã

11 de Junho. Não está Morta, mas Dorme!

12 de Junho. Tende Confiança, Sou Eu, não Temais

13 de Junho. Nem Eu te Condenarei

14 de Junho. Eu Sou o Bom Pastor

15 de Junho. O Filho do Homem não veio para Perder as Almas

16 de Junho. Vendo-o, o Samaritano moveu-se de Compaixão

17 de Junho. Achei a Minha Ovelha

18 de Junho. “Teu irmão há de Ressuscitar”

19 de Junho. Que Queres que te Faça?

20 de Junho. “Entrou hoje a Salvação em tua Casa”

21 de Junho. Minha Alma está Triste até a Morte

22 de Junho. Pai, se é possível, passa de Mim este Cálice

23 de Junho. Hoje estarás Comigo no Paraíso

24 de Junho. Eis a Tua Mãe!

25 de Junho. Meu Deus, por que me Desamparastes?

26 de Junho. Eu tenho Sede

27 de Junho. Tudo está Consumado!

28 de Junho. Mulher, por que Choras?

29 de Junho. A Paz Esteja Convosco!

30 de Junho. Olhai para Minhas Mãos e Pés

Meditações para o Mês de Julho

1 de Julho. Meu Crucifixo

2 de Julho. A Visitação

3 de Julho. Sofrer Amando e Sofrer sem Amar

4 de Julho. A Hora das Grandes Almas

5 de Julho. “Quo Vadis?”

6 de Julho. Agricultura de Deus

7 de Julho. Imobilidade Penosa

8 de Julho. Exílio do Coração

9 de Julho. Caminho da Casa Paterna

10 de Julho. Salomão e Jó

11 de Julho. Negociar a Felicidade

12 de Julho. Três Cruzes

13 de Julho. Vencedor, Mestre, Amigo e Herdeiro

14 de Julho. Abismo

15 de Julho. Jesus sem a Cruz

16 de Julho. Justiça e Misericórdia

17 de Julho. A Cruz de cada Um

18 de Julho. Oração dos que Sofrem

19 de Julho. Entre dois Mundos

20 de Julho. Agonias do Getsêmani

21 de Julho. A Argila e o Vaso

22 de Julho. Teus Pecados serão Perdoados

23 de Julho. O Fogo do Amor e o Lenho da Cruz

24 de Julho. Tome a sua Cruz e Me Siga

25 de Julho. O Purgatório da Terra

26 de Julho. Um Grande Sacramento

27 de Julho. Prosperidade – Castigo

28 de Julho. A Escola dos Santos

29 de Julho. Sofrer e Perdoar

30 de Julho. Senhor, Vos me Enganastes!

31 de Julho. Momentos Preciosos

Meditações para o Mês de Agosto

1 de Agosto. Do Proveito das Adversidades

2 de Agosto. Como resistir às Tentações

3 de Agosto. Do Sofrimento dos Defeitos do Próximo

4 de Agosto. Solidão e Paz

5 de Agosto. Consideração das Misérias Humanas

6 de Agosto. Tempo de Merecer

7 de Agosto. Sofrer com Cristo e por Crito para Reinar com Cristo

8 de Agosto. Da Humilde Submissão

9 de Agosto. Do Homem Bom e Pacífico

10 de Agosto. A Alegria da Boa Consciência

11 de Agosto. Quão poucos são os que Amam a Cruz de Jesus Cristo

12 de Agosto. O Caminho Real da Santa Cruz

13 de Agosto. Leva tua Cruz de Boa Vontade!

14 de Agosto. Levar a Cruz e Amar a Cruz

15 de Agosto. O Paraíso na Terra

16 de Agosto. Consolação e Perturbações

17 de Agosto. Por que Buscas Descanso?

18 de Agosto. Paciência e Luta contra as Paixões

19 de Agosto. Sofrimento das Injúrias e Verdadeira Paciência

20 de Agosto. Tribulações e Misérias

21 de Agosto. Para Conservar a Paz

22 de Agosto. Contra a Língua dos Murmuradores

23 de Agosto. Como Devemos Invocar a Deus na Tribuçação

24 de Agosto. Nesta vida ninguém está livre de Tentações

25 de Agosto. Contra os Vãos Juízos dos Homens

26 de Agosto. Sofrer na Esperança dos Bens Eternos

27 de Agosto. O Céu e as Misérias desta Vida

28 de Agosto. Entregue-se nas Mãos de Deus o Atribulado

29 de Agosto. Quando nos Disserem Palavras de Afronta

30 de Agosto. O Testemunho dos Homens e o de Deus

31 de Agosto. Não Desanimar quando Cai

Meditações para o Mês de Setembro

1 de Setembro. A Fé na Via da Infância Espiritual

2 de Setembro. A Humildade na Via da Infância Espiritual

3 de Setembro. Que é se Fazer Pequenino?

4 de Setembro. Nunca é demais a Confiança!

5 de Setembro. Sofrer e Amar

6 de Setembro. Sacrifício e Recompensa

7 de Setembro. Que é o Reino do Amor?

8 de Setembro. Aurora da Misericórdia

9 de Setembro. Como a Galinha e os Pintainhos…

10 de Setembro. O Sofrimento, Céu da Terra

11 de Setembro. Ó Amor de Inefável Providência!

12 de Setembro. Pai Misericordioso

13 de Setembro. Até onde via minha Esperança!

14 de Setembro. A Exaltação da Santa Cruz!

15 de Setembro. Mãe das Lágrimas

16 de Setembro. Alavanca do Mundo

17 de Setembro. Coração Grande e Pequeno

18 de Setembro. Quem Bateu?

19 de Setembro. Com Jesus no Deserto

20 de Setembro. Chorar diante de Deus

21 de Setembro. Viver de Amor no Calvário

22 de Setembro. O Cálice está para Transbordar!

23 de Setembro. Felicidade de Sofrer

24 de Setembro. O Pequeno Caminho

25 de Setembro. O Amor na Via da Infância Espiritual

26 de Setembro. A Esperança na Via da Infância Espiritual

27 de Setembro. A Penitência na Via da Infância Espiritual

28 de Setembro. A Confiança na Via da Infância Espiritual

29 de Setembro. A Justiça Divina e a Via da Infância Espiritual

30 de Setembro. Meu Deus… Eu Vos Amo!

Meditações para o Mês de Outubro

1 de Outubro. O Abandono na Via da Infância Espiritual

2 de Outubro. O Sofrimento na Via da Infância Espiritual

3 de Outubro. O Amor Misericordioso

4 de Outubro. Pequeno Sermão de São Francisco

5 de Outubro. O Pão da Dor e o Pão dos Anjos

6 de Outubro. O Alimento do Amor na Terra

7 de Outubro. Rosário, minha Alegria!

8 de Outubro. Lírios do Calvário

9 de Outubro. Um “Fiat” e um “Gloria Patri”

10 de Outubro. Meu pobre Coração… Vamos!

11 de Outubro. A Estátua do Mestre Divino

12 de Outubro. Jesus só e a Cruz!

13 de Outubro. A Violência Misericordiosa de Jesus

14 de Outubro. Sofrer de todos e não fazer ninguém Sofrer

15 de Outubro. Péssima Hospedaria!

16 de Outubro. A Calúnia

17 de Outubro. Golpes de Misericórdia

18 de Outubro. A Melhor das Orações

19 de Outubro. Feliz Penitência que me deu tanta Glória!

20 de Outubro. Bondade e Justiça

21 de Outubro. Bondade Onipotente

22 de Outubro. Jesus e os Pecadores

23 de Outubro. As Lágrimas do Pecador

24 de Outubro. Seja o que Deus quiser!

25 de Outubro. Como é bom entregar-se à Divina Providência!

26 de Outubro. Um Amor Brando, Sossegado e Terno

27 de Outubro. Lírios entre Espinhos

28 de Outubro. Tentações de Blasfêmia

29 de Outubro. As Cruzes da Providência

30 de Outubro. Servir por Amor

31 de Outubro. A Oração dos Enfermos

Meditações para o Mês de Novembro

1 de Novembro. O Céu! O Céu!

2 de Novembro. Pensamentos Consoladores do Purgatório

3 de Novembro. Os Esquecidos

4 de Novembro. Misericórdia para os Misericordiosos

5 de Novembro. Chorar Cristãmente os Mortos

6 de Novembro. Surpresas da Misericórdia!

7 de Novembro. Meu Anjinho!

8 de Novembro. Não desesperar da Salvação dos Suicidas

9 de Novembro. O Pai dos que não têm Pai

10 de Novembro. A Presença Real de minha Mãe!

11 de Novembro. A Saudade de Nossos Mortos

12 de Novembro. O Consolador

13 de Novembro. Morrer para Viver e Viver para Morrer

14 de Novembro. Verdadeiras Dores e Verdadeiros Consoladores

15 de Novembro. Lágrimas de uma Viúva Cristã

16 de Novembro. A Voz de Minha Mãe!

17 de Novembro. Logo nos Veremos de Novo

18 de Novembro. Deus o Permitiu! Silêncio!

19 de Novembro. As Amizades depois da Morte

20 de Novembro. Uma Consolação

21 de Novembro. Os Amigos no Céu

22 de Novembro. Sempre Unidos

23 de Novembro. Deus tomou o que lhe Pertencia!

24 de Novembro. O Amante da Cruz

25 de Novembro. “Sursum Corda!”

26 de Novembro. A Paz na Dor

27 de Novembro. Nossa Esperança

28 de Novembro. O Sofrimento e o Purgatório

29 de Novembro. A Mãe das Almas do Purgatório

30 de Novembro. Santo André e a Cruz

Meditações para o Mês de Dezembro

1 de Dezembro. Como se deve Sofrer

2 de Dezembro. O Poder da Confiança

3 de Dezembro. Meus Pecados e a Misericórdia

4 de Dezembro. Amém! Amém! Amém!

5 de Dezembro. Crer sem Ver e Compreender

6 de Dezembro. Cada dia, o que Deus quiser!

7 de Dezembro. O Mérito dos Bons Desejos

8 de Dezembro. A Mãe da Santa Esperança

9 de Dezembro. Milagres da Confiança

10 de Dezembro. O Trabalho do Divino Artista

11 de Dezembro. No Jardim da Misericórdia

12 de Dezembro. Confiança-Barômetro

13 de Dezembro. Confia e Espera!

14 de Dezembro. Abismo sobre Abismo

15 de Dezembro. Almas Reparadoras

16 de Dezembro. Vantagens da Paciência nas Enfermidades

17 de Dezembro. Vida, minha vida, por que te Perturbas?

18 de Dezembro. “Videbimus!”

19 de Dezembro. Livre…

20 de Dezembro. O Deserto que Chora

21 de Dezembro. Melancolia das Grandes Almas

22 de Dezembro. Coração-Abismo

23 de Dezembro. A Eterna Fugitiva

24 de Dezembro. É bom Sofrer para ser Bom

25 de Dezembro. “Gloria in Excelsis Deo!”

26 de Dezembro. Exemplo de Paciência

27 de Dezembro. A Virtude dos Heróis

28 de Dezembro. Tormento do Infinito

29 de Dezembro. Fecundidade do Sofrimento

30 de Dezembro. Reparação!

31 de Dezembro. “Te Deum Laudamus”

Apresentação

Pela sua editora Cléofas, Professor Felipe Aquino fez uma publicação do livro a fim de resgatar tamanho tesouro desta obra que, sem dúvida, é um caminho de perseverança para todo aquele que deseja conformar a sua vontade à vontade de Deus. Deixo abaixo o vídeo em que fez o lançamento do Breviário da Confiança, de Monsenhor Ascânio Brandão:

Recomendo veementemente a aquisição através do site da editora Cléofas.
Compre o Breviário da Confiança

PREFÁCIO

O “Breviário da Confiança”, leitores queridos, aí está em nova edição. Vai continuar a missão que desempenhou tão bem até hoje: a de pregar às almas a confiança na Misericórdia Infinita do Sagrado Coração de Jesus. Graças a Deus foram consoladores os frutos colhidos na primeira edição. Consolou muitas almas aflitas, despertou belas vocações religiosas, e esclareceu a tantos que olhavam a nossa fé sob o aspecto terrível de uma piedade jansenista (1) que estreita os horizontes e aperta o coração. CONFIANÇA! Sim, muita confiança! NUNCA SE TEM CONFIANÇA DEMAIS NO BOM DEUS SEMPRE TÃO BOM E MISERICORDIOSO, dizia Santa Terezinha, a Missionária incomparável da confiança. Quero pregar a confiança, esta confiança que abre o coração e vê em Nosso Senhor um doce Pai Misericordioso. Há um Temor de Deus, princípio da sabedoria. Este temor é necessário e é salutar. E há um temor que é MEDO DE DEUS, um terror da Justiça Divina, que apavora muitas almas e desconhece as ternuras do Amor Misericordioso. Oh! Como este terror jansenista, da Justiça Divina, acabrunha as almas, aperta o coração e limita os horizontes tão vastos e encantadores da verdadeira e sólida piedade evangélica! A CONFIANÇA NÃO É UMA VIRTUDE PASSIVA. Não basta confiar e cruzar os braços. NÃO EXISTE E NÃO PODE EXISTIR, disse Leão XIII, virtude passiva. A Confiança não exclui, antes, supõe o esforço, a luta, o sacrifício. A paz de Nosso Senhor se conquista na guerra. Guerra às más paixões, guerra ao nosso EU. Condição essencial da santidade é o Amor. E o amor é o fruto e a conquista de uma vida espiritual de uma ascese forte, viril, enérgica, e toda impregnada de abnegação e de sacrifício. Que ninguém confunda esta consoladora doutrina da confiança com um SEMIQUIETISMO (2) perigoso que parece inculcar às almas, até mesmo às pouco adiantadas, disposições de PASSIVIDADE que não convêm realmente a todos, e pretende chegar cedo demais a SIMPLIFICAR a vida espiritual, esquecendo que, para a maior parte das almas, esta simplificação só se fará utilmente, depois dos longos exercícios da meditação discursiva, do exame, e da prática das virtudes morais. Quis também dizer aqui uma palavra de conforto a estas almas heroicas e generosas, sujeitas às provações destas NOITES MÍSTICAS tão desoladoras e angustiosas. Quem mais do que estas almas têm necessidade de um conforto nestas purificações passivas, tão dolorosas? Não poderia calar este gênero de martírio e deixar, sem uma palavra, estas almas generosas, objeto das predileções divinas. O “Breviário da Confiança” varia de página a página, porque variadas são as dores e as amarguras desta pobre vida. Dirige-se a quantos sofrem as torturas de uma dor física, ou de uma angústia moral, até o ignorado martírio dos que passam aquelas NOITES, tão bem descritas por São João da Cruz. Os meses de Maio, Junho, Agosto e Setembro estudam respectivamente quatro fontes da verdadeira Confiança: – Maria Santíssima, O Evangelho, a Imitação e o Pequenino Caminho da Infância Espiritual da grande Missionária da Confiança, Santa Teresa do Menino Jesus. O mês de Novembro consagrei-o à saudade de nossos mortos queridos. Sacerdote e diretor de almas, a Divina Providência me pôs sempre em contato direto com todo gênero de sofrimentos e de almas. E o sei por experiência: – A confiança faz milagres! Sinto e vejo quanto é verdade o que escreveu Santa Teresinha: – A CONFIANÇA E TÃO SÓ A CONFIANÇA NOS HÁ DE LEVAR AO AMOR! NUNCA SE TEM CONFIANÇA DEMAIS! Aí está, meus leitores, o “Breviário da Confiança”. Não tem absolutamente pretensões literárias, nem se apresenta com a autoridade de um TRATADO SOBRE A CONFIANÇA. É uma palavrinha amiga para cada dia, uma gota de bálsamo para as feridas que a vida nos vai abrindo também cada dia no pobre coração.

Mons. Ascânio Brandão

Observações:
1 – O Jansenismo foi uma heresia de Jansen, bispo de Ypres, na França, condenada em 1653 pelo papa Inocêncio X. Era rigorista, combatia a recepção frequente dos sacramentos e gerava medo de Deus.

2 – Quietismo é uma heresia de Níquel Molinos que ensinava a passividade absoluta no trabalho da própria perfeição. Foi condenada pelo papa Inocêncio XI e Inocêncio XII, em 1699.