Parte V
Capítulo III

O segundo ponto deste exercício é um tanto longo e por isso aconselho-te que o tomes por partes, por exemplo, tomando de uma vez o que concerne com teu procedimento para com Deus; o que diz respeito a ti mesmo, para outra; depois o que toca ao próximo e enfim a consideração das paixões. Não é necessário estar de joelhos senão ao princípio, para te apresentares a Deus, e no fim, para fazer os afetos. As outras partes deste exame, podes fazê-las com utilidade, mesmo na cama, se puderes estar aí algum tempo deitada sem adormecer; mas para isto é necessário que as tenhas lido atentamente. Cumpre que faças tudo o que concerne a este segundo ponto em três dias e duas noites no máximo, tomando cada dia e cada noite algumas horas para isto, conforme te for possível; pois, fazendo estes exercícios em ocasiões distantes uma da outra, eles já não farão as impressões que deverão produzir. Em cada uma das partes do exame hás de notar bem as tuas faltas, quer para as confessar, quer para pedir conselho, quer para formar sobre elas as tuas resoluções e fortificar o teu espírito. Conquanto não seja necessário que nestes e noutros dias te abstenhas de falar, como de costume, convém entretanto que te retires um pouco mais cedo à noite, para que assim possas repousar o corpo e o espírito, como é necessário a meditação. Durante o dia faze frequentes aspirações a Deus, a Nossa Senhora, aos anjos, a toda a Jerusalém celeste; mas dirige-as com um coração cheio de amor a Deus e de desejos de tua própria perfeição.

Para começar, pois, este exame:

1. Põe-te na presença de Deus.
2. Pede luzes ao Espírito Santo, como Santo Agostinho, que exclamava diante de Deus, em espírito de humildade:

Ó Senhor, conheça eu a Vós e conheça-me a mim mesmo!

Dize com São Francisco:

Quem sois Vós, meu Deus, e quem sou eu?

Protesta que não queres conhecer o teu adiantamento para te regozijares em ti mesma, mas unicamente para te alegrares em Deus, glorificá-Lo e agradecer-Lhe. Protesta também que, se, como pensas, achares muito diminuto progresso ou até retrocesso, de nenhum modo te deixarás abater ou desanimar, mas que, ao contrário, procurarás te animar e melhorar, reparando as tuas faltas com a graça de Deus.

Depois disso examina tranquilamente como tem sido a tua vida para com Deus, para com o próximo e para contigo mesma.

Voltar para o Índice de Filotéia ou a Introdução à Vida Devota

(SALES, São Francisco de. Filoteia ou a Introdução à Vida Devota. Editora Vozes, 8ª ed., 1958, p. 345-347)