Category: Estudos Bíblicos

Nossa vida: um tempo feito de tempos…

Por Dom Henrique Soares da Costa

Assim diz o Eclesiastes (cf. 3,1-11):

“Tudo tem seu tempo. Há um momento oportuno para tudo o que acontece debaixo do céu. Tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de colher a planta. Tempo de matar e tempo de salvar; tempo de destruir e tempo de construir. Tempo de chorar e tempo de rir; tempo de lamentar e tempo de dançar. Tempo de atirar pedras e tempo de as amontoar; tempo de abraçar e tempo de separar. Tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de esbanjar. Tempo de rasgar e tempo de costurar; tempo de calar e tempo de falar. Tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz.

Que proveito tira o trabalhador de seu esforço? Observei a tarefa que Deus impôs aos homens, para que nela se ocupassem. As coisas que Ele fez são todas boas no tempo oportuno. Além disso, Ele dispôs que fossem permanentes; no entanto o homem jamais chega a conhecer o princípio e o fim da ação que Deus realiza”.

Que significam estas palavras?

O Autor sagrado, de coração apertado, procurando o sentido das coisas e da própria vida… Ele observa que nossa existência é feita de tempos: nascimento e morte, sorriso e pranto, paz e conflito, chegada e partida, princípio e fim… Tudo tão passageiro, tão vaidade… Continue a ler

Nas palavras, a Palavra

Por Dom Henrique Soares da Costa

Para os católicos do Brasil, este, setembro, é o mês da Bíblia. A razão é simples: 30 do mês é memória litúrgica de São Jerônimo, grande estudioso da Sagrada Escritura, que, no século IV, traduziu toda a Bíblia do hebraico, aramaico e do grego para o latim, popularizando a Palavra de Deus. Essa tradução tornou-se tão difundida que recebeu o apelativo de “vulgata”, isto é “popular”.

A Bíblia (“os livros”, traduzindo do grego) não é um livro único; é uma coleção de 72 escritos, produzidos num arco de cerca de 1.300 anos.
Neles está contida a Palavra de Deus, porque foi o próprio Espírito do Senhor que, misteriosamente, como só Ele sabe fazer, inspirou tudo quanto os autores sagrados escreveram. É um incrível e admirável mistério: por trás das palavras humanas dos autores daqueles textos está a Palavra única do próprio Deus! Na grande maioria dos casos, nem mesmo os autores sagrados imaginavam que o que estavam escrevendo eram textos inspirados pelo Senhor…

Foi o povo de Israel e, depois, a Igreja Católica, inspirada pelo Espírito que permanece nela e a conduz sempre mais à verdade plena, quem foi discernindo quais escritos eram inspirados por Deus e quais não eram… Só a Igreja tem a autoridade de fazer esse discernimento; e ela o fez, com a autoridade que o Senhor lhe concedeu e a assistência divina que lhe garantiu na potência do Espírito. Continue a ler

Profecias do Antigo Testamento cumpridas em Jesus

Jesus Cristo, mosaico
Sabemos que em Jesus Cristo se cumprem todas as profecias que falam do Messias no Antigo Testamento – e sabemos que são muitas profecias: contam-se mais de trezentas.

Essas profecias anunciam a sua pessoa, as suas ações, a sua doutrina. O cumprimento de todas elas é um dos motivos que nos levam a saber que a Bíblia é inspirada pelo Espírito Santo.

Jesus sabe que as profecias messiânicas se referem a Ele. Ao ler Isaías na sinagoga de Nazaré, Ele afirma:

“Hoje se cumpre diante de vós esta escritura” (Lc 4, 21)

Aos fariseus que se recusavam a crer nele, Jesus diz:

“Perscrutai as Escrituras, já que nelas esperais ter a vida eterna; elas dão testemunho de mim” (Jo 5, 39)

O evangelista Mateus se propõe, em seu evangelho, demonstrar que Jesus é o Messias, baseando-se nas profecias do Antigo Testamento.

São profecias que anunciam o Cristo centenas de anos antes do seu nascimento e que, até do ponto de vista estatístico, exigiriam intervenção divina para tamanho índice de acerto.

Uma pequena mostra:

Continue a ler

Estudo bíblico-catequético para a Solenidade de Pentecostes

Espírito Santo
Por Dom Henrique Soares da Costa

1. O dom do Espírito Santo é fruto da Páscoa de Cristo

Morto como homem, Ele foi ressuscitado pelo Pai na força do Espírito Santo derramado sobre Ele enquanto homem composto de corpo e alma (cf. 1Tm 3,16; Rm 1,4).

O Espírito torna-Se a própria Energia divina que sustenta e vivifica a natureza humana de Jesus; São Paulo chega a dizer que o Senhor Jesus é o Espírito (cf. 2Cor 3,18), pois Nele, agora, “habita corporalmente toda a plenitude da Divindade” (Cl 2,9). Assim sendo, o Senhor Jesus torna-Se doador do Espírito Santo: “Exaltado pela Direita de Deus, Ele (Jesus) recebeu do Pai o Espírito Santo prometido e O derramou” (At 2,33). Continue a ler

O que é Igreja Apostólica?

vatican
Hoje em dia está na moda as novas seitas protestantes adicionarem o adjetivo “apostólica” ao seus nomes. Como por exemplo: Igreja Nova Apostólica, Igreja Evangélica Apostólica das Águas Vivas, Igreja Apostólica Ministério Comunidade Cristã, Igreja Apostólica do Avivamento, Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Igreja Apostólica Cristã, Igreja Apostólica Ministério Resgate, Igreja Apostólica Batista Viva e etc.

Mas será que toda igreja é apostólica? Será que toda igreja tem que ser apostólica? Será toda “igreja” pode adotar para si o adjetivo “apostólica”, sem detrimento de seu real significado? Continue a ler

A Igreja Católica e a Salvação

Muitos sustentam esta tese: “Aceito a Jesus Cristo, mas não a Igreja Católica” ou este simples jargão que tornou-se muito comum “Só Jesus Cristo salva!”. Tornando, portanto, a Igreja em algo secundário, descartável e não necessário. E a partir deste tipo de pensamento, podemos nos indagar ainda:

  • É preciso frequentar a Igreja para se salvar?
  • Qual a relação entre Jesus Cristo e a Igreja?
  • É possível alguém se salvar sem a Igreja?
  • É possível alguém se salvar sem nunca ter ouvido falar em Jesus Cristo?
  • E alguém, que conhecendo a Jesus Cristo e a Igreja instituída por Ele, pode conseguir a Salvação?
  • A Salvação fora da Igreja Católica Apostólica Romana é possível?

Examinemos a Palavra de Deus para buscar as respostas destas questões, tendo sempre como pano de fundo a relação entre Jesus Cristo e Sua Igreja. Continue a ler

A Instituição dos Sacramentos na Bíblia

Os Sacramentos da Igreja

Os Sacramentos da Igreja

O Evangelho não fala de sete sacramentos, mas vai enumerando todos os sete, instituídos por Nosso Senhor Jesus Cristo:

O Sacramento do Batismo

Sua instituição e preceito estão positivamente marcados nos seguintes textos: “Em verdade vos digo, disse Jesus a Nicodemos, quem não renascer da água e do Espírito Santo, não pode entrar no reino de Deus” (Jo 3, 5). “Ide, ensinai todas as gentes, disse Jesus a seus discípulos, batizando-as, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28,19). “O que crer e for batizado, será salvo”, (Mc 16, 61). “Recebe o batismo e lava os teus pecados”, disse Ananias a Saulo (At 22, 16). Os Apóstolos administravam o batismo a todos os que desejavam alistar-se na religião nova. Três mil pessoas receberam o batismo das mãos de S. Pedro, no dia de pentecostes (At 2, 38-41). Continue a ler

© 2017 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑