Meditação para o Dia 29 de Janeiro

São Francisco de Sales é um mestre admirável na arte de curar e aliviar as feridas da alma. É o santo da doçura e da paciência. Que riqueza de ensinamentos contêm os seus escritos! (1) Consolam e desafogam tanto o coração oprimido! Fazei, nas aflições, uma boa leitura de São Francisco de Sales. Que alívio tereis! O grande e melífluo Doutor não nos aconselha as penitências corporais, duras em excesso e que assustam a nossa fraqueza. Quer ele, de preferência, que aprendamos a mortificar a nossa vontade, abater o nosso orgulho e amar o próximo, aceitando o que Deus nos envia com resignação e doçura.

“Os que procuram as mortificações voluntárias, escreve o santo, caminham a pé sob o estandarte de Cristo. Aceitar, porém, as cruzes que Deus nos envia e pacientemente suportá-las, é andar a cavalo”

Hoje diria o santo: – “… é voar de avião”.

“Lembremo-nos, escreve ele, da coroa celeste, que não se concede sem vitória, não se obtém sem combate. É bom, pois, que achemos agradáveis os combates das tribulações. Ah! Se pudéssemos contemplar a glória, veríamos que nada são as aflições e perturbações contínuas. Por que nos hão, pois, de afligir as pequenas dificuldades que Deus nos envia? E por que nos impacientaremos com tão pouco, se uma só gota de humildade bastaria para nos fazer suportar, com paciência, o que justamente nos sucede em castigo de nossos pecados?”

Ó São Francisco de Sales, ensinai-nos a sofrer!

Observação:
(1) Neste apostolado há uma das obras mais famosas de São Francisco de Sales, trata-se do livro Filotéia ou Introdução à Vida Devota

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 38)