Meditação para o Dia 06 de Abril

Se caímos numa falta, devemos levantar-nos depressa, correr a Nosso Senhor e pedir-Lhe perdão, cheios de confiança. Não custa o perdão desde que nosso arrependimento seja bem humilde, sincero e firme o nosso propósito de emenda. Oh! Se compreendêssemos o Coração de Jesus! É todo misericórdia, doçura e perdão!

Ah! – dizia Santa Teresinha – Como a misericórdia e a bondade do Coração de Jesus são pouco conhecidas! (1)

Caímos? Pois bem, levantemo-nos, e depressa! Quando o Filho Pródigo, do abismo de sua miséria, resolveu sair da abjeção em que vivia, disse:

– “Surgam!” Eu me levantarei!

E logo em seguida:

– “Et ibo ad Patrem” E irei ao meu Pai!

Sabemos como foi recebido. Façamos também assim depois de cada uma de nossas misérias. Um gesto de confiança no Coração de Jesus faz milagres.

Talvez – diz piedoso autor – que nem Madalena, nem Agostinho, nem Margarida de Cortona se houvessem santificado, se não tivessem caído. Os grandes no pecado costumam ser também grandes na santidade.

Ó meu Deus, como é bom a gente se sentir miserável. E depois de uma queda,tocar o chão duro da própria miséria, e chorar, arrependido, e experimentar a doçura de Vossa Misericórdia!… Se não tivesse caído, não seria tão feliz!

Oh! Feliz culpa! Oh! Culpa feliz! Dizia Santo Agostinho.

Referências:
(1) Sainte Therèse de L ‘Enfant Jesus. 7º lettre à des Missionaires.

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 109)