Meditação para o Dia 27 de Janeiro

Em Deus.

“Cada qual, diz de modo admirável São Francisco de Sales, cada qual faz a perfeição a seu modo. Uns a põem na austeridade do hábito; outros, no comer, na esmola, na frequência dos sacramentos; outros, na oração, numa espécie de contemplação passiva e sobre-eminente; outros, nas graças extraordinárias”

“Quanto a mim, conclui o santo, não sei nem conheço outra perfeição senão amar a Deus de todo o coração e ao próximo como a si mesmo.”

Há devotos fervorosos, anjos na Igreja, a rezar e a comungar, quando em casa, longe estão de se conformarem com a vontade de Deus, e se fazem demônios de ira e impaciência! Rezam piedosa e docemente, de cabecinha torta:

“Faça-se a vossa vontade assim na terra como no céu”

Em casa levantam a cabeça, blasfemam contra a Providência e se queixam da vida, como não o faria um pagão. Seria melhor que assim corrigissem o “Pai-Nosso”:

“Seja feita a vossa vontade, contanto… que se faça a minha!”

É falsa toda a piedade que não se basear no cumprimento da vontade de Deus. Portanto, meus amigos, paciência! Paciência! Se é vontade de Deus que soframos, resignemo-nos.

Fiat voluntas tua!” – Faça-se a vossa vontade”

Isto é a perfeição, a santidade.

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 36)