Meditação para o Dia 11 de Janeiro

Muita gente pensa ter a bênção de Deus só quando prospera, goza a vida e não tem ocasião de sofrer. É um engano, diz Santo Afonso de Ligório, porque é na adversidade e não na prosperidade que Deus prova a fidelidade de seus servos e separa o trigo da palha. Quem nas penas se humilha e se resigna à vontade de Deus, é o trigo destinado ao Paraíso. O que se orgulha e se impacienta, depois abandona a Deus, é a palha destinada ao inferno. Quem traz a sua cruz com paciência, acrescenta o santo, salva-se; quem a leva com impaciência, perde-se. Sejamos o trigo bom e não a palha inútil. Temos todos a nossa cruz. Por que iremos arrastá-la, murmurando contra o Senhor? Ele nô-la dá por misericórdia.O tempo das provações é o tempo em que, longe de sermos esquecidos, somos lembrados e muito bem lembrados por Deus. É o tempo da separação do trigo da palha. A palha voa a qualquer sopro do capricho e do menor sofrimento. O trigo, o bom trigo da alma resignada e paciente vai para o Celeiro Eterno. Não sejamos tão leves como a palha. Saibamos sofrer e dominar o nosso orgulho, que se revolta tão facilmente contra o Senhor. Deus nem sempre abençoa a prosperidade, e não é gozando a vida que se chega à Vida. A palha vai para o fogo,e o trigo, para o celeiro. Que no dia da separação do trigo da palha sejamos o bom trigo, Senhor!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 20)