Meditação para o Dia 03 de Janeiro

A vida é para a luta. No Céu é que há repouso. Aqui somos soldados em combate, só podendo descansar depois de alcançada a vitória. Nada de covardia nem de desânimo! É preciso que a morte nos venha encontrar com as armas na mão. A nossa peleja é pela conquista do Céu, onde encontraremos o repouso eterno, esse mesmo repouso que imploramos na prece pelos nossos defuntos quando dizemos:

“Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno”

O sofrimento é o nosso purgatório na terra. Dura pouco, pois tudo passa depressa no mundo.

É rica mina de que, se soubermos aproveitar o ouro, ganharemos um tesouro de paz, na terra, e aquele eterno repouso que Nosso Senhor nos reserva no Céu. Paciência! Coragem! Vale a pena sofrer tão pouco para ganhar tanto!

“Um eterno repouso, dizia Santo Agostinho, deveria ser comprado por um trabalho eterno”

Mas como é grande a Misericórdia Divina! Deus não nos diz:

“Trabalhai um milhão de anos, nem – mil anos, mas sim – trabalhai, sofrei durante o pouco tempo que viveis na terra e adquirireis um repouso sem fim”

Por um repouso eterno não vale, pois, sofrer um pouco nesta vida tão fugaz?

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 12)