Meditação para o Dia 02 de Janeiro

Hoje a Santa Igreja festeja o Santíssimo Nome de Jesus e adora a Jesus Menino nos braços de Maria. O nome de Jesus! Bálsamo suave para as feridas de nossos corações! Quando nas horas de dor nos sentirmos levados a murmurar e à irritação, digamos muitas vezes, até que passe a tempestade e se acalme nosso espírito:

“Jesus! Jesus! Meu doce Jesus!”

Muita devoção, almas que sofreis, muita devoção ao nome de Jesus! Aceitai a sua cruz. Ei-lo, tão pequenino, a chorar na manjedoura de Belém, e a derramar seu sangue na circuncisão! O nome de Jesus foi gravado em sangue. É uma lição para nossas almas tão fracas, tão delicadas, que não querem sofrer. Aceitemos o cortejo de Jesus. Sabeis qual é? Ouvi. Um dia, durante a Santa Missa, o Menino Jesus apresentou-se a uma religiosa, alma simples, humilde, com tal quantidade de cruzes na mão que mal as podia segurar. Grandes e pequenas cruzes. Estas mais numerosas. Graciosamente lhe perguntou:

“Queres-me com todo o meu cortejo?”

Ela respondeu:

“Sim, eu te quero com todo o Teu cortejo, ó meu querido Menino Jesus!”

Aceitemos corajosamente, amorosamente, o Pequenino e Divino Infante do Presépio e dos braços de Maria, mas com todo o seu cortejo inseparável: as cruzes grandes e, principalmente, as inumeráveis e pequenas cruzes de cada dia.

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 11)