Meditação para o Dia 17 de Abril

É terrível uma noite de insônia! É quando uma enfermidade nos faz passar noites de angústia e sofrimento, a velar, sem que tenhamos um minuto de repouso!… É horroroso esse martírio! Mais uma razão para que o suportemos pacientemente. Insônia e impaciência serão dois martírios em vez de um. Não há remédio? Calma, seja o que Deus quiser! Muitas vezes a paciência sossega os nervos e vem o sono. Quando o relógio, no seu tic-tac importuno, aborrecer-vos, lembrai-vos de que cada minuto aqui, principalmente no sofrimento, pode valer-nos um grau a mais de felicidade no Céu! Ouvis bater as horas? Fazei o que aconselha Santo Afonso: lembrai-vos de Nossa Senhora, tão boa Mãe, consoladora dos aflitos, saúde dos enfermos, e rezai uma Ave Maria. De momento em momento oferecei vossos padecimentos e incômodos ao Coração de Jesus, que vela a noite toda e não dorme, por amor! Adorai-O no Seu sofrerem todos os Sacrários do mundo. E, quando raiar a aurora, depois de sete, oito horas de insônia e martírio, sentir-vos-ei felizes oferecendo a Jesus os tesouros de paciência e conformidade, adquiridos durante a noite. É a nossa hora santa,em união com as agonias da noite santa de Getsêmani! Não podeis rezar no leito de dores? Oferecei a Nosso Senhor as vossas noites santas.

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 120)