Meditação para o Dia 08 de Maio

Um desejo ardente abrasou o virginal coraçãozinho de Santa Teresinha do Menino Jesus no dia de sua primeira comunhão: o de sofrer e sofrer muito por Jesus. Heroico e belo ideal para uma criança de 11 anos!

“Ao receber Jesus-Hóstia, meu Divino Amor – escreve ela – senti-me atraída para o sofrimento, achando-lhe encantos que me arrebatavam, a despeito de não ter ainda claro e perfeito conhecimento deles. Tive também outro ardente desejo: o de amar unicamente a Deus e só Nele achar alegria. Enquanto me entretinha em dar ação de graças, ia repetindo amiudadas vezes: Ó meu Jesus, doçura inefável, convertei-me em amarguras todas as consolações da terra” (1)

E esta heroica e bela prece da Imitação vinha espontaneamente aos lábios da criança, saída bem do fundo da alma.

Naquela fusão de amor em que estava o serafim do Carmelo, deu-lhe Nosso Senhor a graça que a levaria ao grau de santidade a que chegou, a graça de compreender e amar o sofrimento.

A florzinha de Maria Imaculada deveria sentir ainda na terra o inverno de muitas e dolorosas provações! Não importa! Ela só queria o que de melhor temos no mundo: a riqueza de sofrer e amar por Jesus!

Referências:
(1) História de uma alma, c. IV e Imitação – I – III – XXVI – 3

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 143)