A Chuva de Ouro

Meditação para o Dia 07 de Fevereiro

Um lavrador, dizia o célebre jesuíta Pe. Baltazar Álvares, um lavrador plantou bela e extensa vinha. Um temporal com granizo devastou-lhe as plantações. Que prejuízo, dir-se-á, que desgraça! Porém… Oh milagre! Os granizos eram de ouro e de pedras preciosas. Colheu-os todos o lavrador com lucro incomparável em relação ao prejuízo sofrido com a devastação do vinhedo. Pois bem! São de ouro os desprezos, sofrimentos, adversidades e aflições que caem, como granizo, sobre uma alma verdadeiramente paciente. O que ela ganha vale infinitamente mais do que o que perde. Almas cristãs, vamos acalmar os nossos corações tão perturbados pela impaciência! Adoremos em tudo os desígnios da Divina Providência! Se nos quiser Deus no sofrimento, na contradição, na doença, nas amarguras… Paciência! Quanta tribulação na vida! Aceitemos tudo com resignação, como granizo caído do Céu. Granizo que mata nosso amor-próprio, destrói a erva daninha de nosso orgulho, arrasa a nossa vinha da vaidade, de prazeres e riqueza, os granizos de ouro que foram as tribulações da vida, sofridas por amor de Deus. Bendita chuva de ouro!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 48)

1 Comment

  1. Priscylla H. Oliveira

    7 fevereiro, 2018 at 13:43

    Salve a Imaculada!

    Obrigada irmão Gabriel, por compartilhar tão sábias palavras conosco. Que a Divina graça nos ilumine para que possamos em TUDO conformar nossa vontade com a vontade de Nosso Senhor.

    Deus abençoe e frutifique este apostolado!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

© 2018 Rumo à Santidade

Theme by Anders NorenUp ↑