Meditação para o Dia 30 de Abril

Nosso Senhor apareceu a Santa Catarina de Sena com duas coroas nas mãos, uma de espinhos e outra de flores.

“Minha filha – disse Jesus, – terás de receber, necessariamente, uma destas coroas e depois a outra. Se quiseres receber nesta vida a coroa de espinhos, eu te reservarei a outra, a de flores, para a vida eterna. Se ao contrário, quiseres agora a de flores, eu te reservarei a de espinhos para depois de tua morte”.

Respondeu a santa:

“Senhor, de há muito renunciei minha vontade, mas se quereis minha resposta, digo-Vos que, acima de tudo, quero viver toda a minha vida com a Vossa Paixão e achar minha consolação em sofrer por Vós” (1)

Esta é a lei: uma coroa de espinhos, e depois outra de rosas. Primeiro a Cruz, depois a Luz. Felizes os que, na vida, podem sofrer um pouco por amor de Deus. A Santa escreveu numa de suas cartas:

“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande. O servo do mundo traz a sua cruz, a cruz do demônio. E nós não queremos a cruz de Jesus Cristo?” (2)

“Minha filha – disse Nosso Senhor a Santa Catarina – o justo é capaz de sofrer e eu o privo dos bens da terra para lhe dar maior abundância dos bens do Céu” (3)

Ó grande santa, dai-nos a vossa inteligência da cruz!

Referências:

(1) “Vie de Saint Catharine – Sem. par St. raymond de Capp.”
(2) “Lettres – III – p.215”
(3) Diálogos – p.279.

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 133)