Meditação para o Dia 21 de Fevereiro

Quem repousa tranquilamente no seio da vontade de Deus, eleva-se bem alto, acima de todas as nuvens que toldam o céu de nossa vida e a enchem de tempestades e relâmpagos. E quem, acima das nuvens, percebe a tempestade a rugir, furiosa, a seus pés, e não pode ser atingido pelos raios, permanece calmo, não teme.

Quando só se deseja fazer, neste mundo, a vontade de Deus, o coração não sofre as agitações e abalos tremendos como em dias de horrorosa tempestade. Paira tranquilo, acima daquelas nuvens sombrias, resignado e todo cheio da Vontade de Deus. Dessas almas resignadas disse Salviano:

“Se estão em baixa condição, assim querem ficar. Se na pobreza, querem ser pobres. Nos sofrimento querem sofrer. Querem enfim, o que Deus quer. E sempre estão contentes. Vem o calor, o vento, o frio, a chuva: Deus assim quis! Seja Deus louvado! Vem a perseguição, a doença, a morte dos entes mais queridos? Deus assim quis! Louvado seja Deus!”

Santa Madalena de Pazzi, chegada a esse grau de abandono, ao pronunciar as palavras:

“Vontade de Deus! Vontade de meu Deus!– entrava em êxtase”

Ó meu Deus! Meu Deus! Ensinai-me a fazer a vossa Santa Vontade. E que, nas asas de Vosso Amor, eu paire acima das nuvens de minha vida, pejadas de raios e tempestades, de tantas dores e aflições!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 62)