Meditação para o Dia 16 de Março

As tentações são uma prova dura, penosa, porém, necessária. Deus permite que sejamos tentados para que, na fornalha das tentações, retempere-se o aço de nossa lama, e nesse crisol se purifique o ouro da virtude. Paciência, calma, confiança! As tentações impuras são as mais terríveis! Almas generosas sentem-se horrorizadas quando o Monstro da Impureza, em formas espantosas e variadas, aparece-lhes com mil tentações contra a bela virtude. Oh! Essas provas, que parecem afastar nossa alma de Nosso Senhor, que é a Pureza Infinita e essencial, unem-na ainda mais a Ele. As tentações contra a castidade nos tornam mais castos, se a elas resistimos corajosamente. São vantajosas, porque nos ensinam a combater, mostram a nossa miséria, os pontos fracos de nossa alma, dão-nos ocasiões de mortificações e nos avisam de que estejamos alertas, porque, a cada passo, nossa miséria nos pode levar ao abismo. As tentações de impureza tornam as almas mais puras, mais belas e queridas de Nosso Senhor. Como é possível? – pergunta a pobre alma que se julga maculada pelas imundas tentações. Sim. Para que o açúcar fique bem puro e brilhante, cobre-se-o de lama, e esta, absorvendo toda a impureza nele contida, deixa-o bem limpo. As tentações de impureza, nos planos Divinos, vêm sobre nós como a lama no açúcar, não para nos manchar, mas purificar-nos cada vez mais!

Voltar para o Índice do Breviário da Confiança

(Brandão, Ascânio. Breviário da Confiança: Pensamentos para cada dia do ano. Oficinas Gráficas “Ave-Maria”, 1936, p. 87)